13.3.15

Ditado

Foste. Vens-te? Se vieres,
avisa, manda recado,
vem-te sempre que puderes,
pois vir-se não é pecado,

e digo mais, se quiseres,
manda vir com o ditado
que mandou ir, sem quereres,
e tu foste, mas zangado.

Entre a saída e o regresso
há um caminho que pesa,
a que alguns chamam progresso
e outros, sem pão na mesa,

dirão talvez, em vernáculo,
o que lhes vai na ideia,
e não precisam de oráculo
nem de cantos de sereia.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário