29.5.15

Não sei

Não sei
se tens um nome,
um corpo, um rosto,

um corpo imaterial
de essência pura;
se és a fonte da luz,

do som, do sopro;
ou a raiz do silêncio
sem costura.

Domingos da Mota

[revisto]

2 comentários: