30.12.15

Contas caladas

Façamos de conta
que as contas estão certas,
as contas caladas,
ocultas, secretas,

à sombra das leis
de usura e rapina
e sem decibéis
ainda por cima.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário