15.12.15

Prosa para 2015

Glaucoma, cataratas, miopia,
astigmatismo e tanta coisa vesga
que turvam a visão de quem porfia,
mas não mete o Rossio na Betesga;

apesar dos bicos de papagaio
que palram numa surda disfonia
e atormentam as costas, de soslaio,
e assanham a mordaz cervicalgia;

apesar da useira displicência
que ameaça entupir as coronárias
e da falta total de paciência
para aturar desfeitas ordinárias;

apesar do que dói, mas não demove,
bem-vindos sejam os meus sessenta e nove

Domingos da Mota

[inédito]

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Henrique Pimenta,

      Onde se lia, benditos, deve ler-se, bem-vindos.
      Não sei porquê, mas nos dois últimos versos enganei-me duas vezes na transcrição desta prosa...

      Eliminar