13.1.16

Leva artes de pavão

Vira à esquerda e à direita
o impostor do dianho
e com tal jeito se ajeita
na ilusão do rebanho

que não há mal nem maleita
que possa desfeitear
a faculdade perfeita
de tão bem dissimular.

Vai à feira vender galos,
leva artes de pavão;
não há como refreá-lo,
ao olhar a multidão

que na feira compra gato
por lebre, ao desbarato.

Domingos da Mota

[inédito]

1 comentário:

  1. Muito sacal! Poema real Vai à feira vender galos,
    leva artes de pavão;
    não há como refreá-lo,
    ao olhar a multidão
    ...
    o olhar tudo para o poeta.

    ResponderEliminar