27.1.16

Variações sobre o SONETO DO CROQUETE

                 de Luís Filipe Castro Mendes


Não fui embaixador. Mas o croquete
também me atravessou o gorgomilo:
intróito gustativo do banquete
servido com primor e melhor estilo;
não digo que o provei de mil maneiras,
por vezes era apenas mais um frete
que vinha coroar as costumeiras
retóricas balofas; e o topete
de tantos e tão hirtos comensais
que metiam no bolso alguns talheres
como se fossem modos naturais
de avaliar costumes e saberes,
em congressos, lições e conferências
de altas e supremas excelências.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário