5.2.16

Oh, virgens pudicas!

Será possível que os velhacos
depois de tantas malfeitorias
com veniagas, tratados, pactos,
tramem funestas aleivosias?
Rasgam as vestes como se fossem
os guardiões da coisa pública,
quando saldaram anéis e dedos,
os vendilhões, oh, virgens pudicas!
Será possível que, sem pudor,
digam, maldigam cobras, lagartos,
sem darem conta que o estridor
nos abespinha, já estamos fartos
de tantos corvos, dos seus crocitos
a que faremos grandes manguitos?

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário