8.5.16

A luz

Devagarosa a luz, 
a luz tão negra 
vacila, cai

de bruços, derreada:
arrefece o olhar,
rasura, cega;

e pára brusca-
mente / ao rés
do nada.

Domingos da Mota

[revisto]

Sem comentários:

Enviar um comentário