28.5.16

Bipolar II

Sobe aos céus, desce aos infernos
numa brusca roda-viva:
pastoreia mais invernos
que verões, em carne viva;
excrucia a própria sombra
que sustém, inexpressiva,
quando escorrega e tomba
numa espiral depressiva;
faz das tripas coração,
põe o coração na boca;
no meio da convulsão
perde o ar, quase sufoca
nessa tensão bipolar
que não ousa cutucar.

Domingos da Mota

[revisto]

Sem comentários:

Enviar um comentário