13.6.16

Dia a dia

     Procurava-se na palavra rebotalho

     Manoel de Barros


Tinha ares de vagabundo,
de quem sem poiso sentia
as cruezas que o mundo 
dia a dia lhe servia
como sendo o rebotalho,
o refugo do que resta,
carta fora do baralho,
a escória que não presta,
e assim habituado
ao desdém, ficou surpreso
quando alguém mesmo a seu lado
não o tratou com desprezo
e o fez sentir-se gente
e sorriu cordialmente.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário