25.7.16

Serão de carne e osso

Serão de carne e osso aqueles que
navegam como eu, ou virtuais
espíritos errantes, como se
penassem os pecados capitais,
na pele de andarilhos que mal param
e mesmo quando param, distraídos,
resistem a pensar, e não encaram
os outros, pois que andam aturdidos
em busca de não sei que seres estranhos,
da estirpe talvez dos gambozinos,
se pequenos ou grandes, os tamanhos
nem eles saberão, tão cabotinos
com cérebros vazios: idiotas
mais néscios que muitos videotas.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário