17.10.16

JURADO

comparatista
de olhar agudo
cego de ouvido
imune a tudo
imune a escolas
e a guitarras
e a violas
e a cigarras

codas e caudas
hordas rebanhos
louvores e laudas
corpos estranhos
aberrações
extravagâncias
propagações
de dissonâncias

imune à própria
imunidade
como o seu voto
de qualidade
para jurado
jurando ser
a voz do fado
se fado houver

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário