2.10.16

Por atalhos e veredas

Se alguém quisesse ser
tão honesto como ele
teria de renascer
debaixo da mesma pele
duas vezes, talvez mais,
pois a sua honestidade
muito acima das demais
era de tal probidade,
tal lisura e rectidão,
que ai de quem apontasse
uma falha, um senão
ou algo que amarrotasse
a imagem bem vincada,
uma nódoa no percurso,
qualquer coisa assolapada
que desviasse o discurso
por atalhos e veredas
com palavras mais azedas

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário