12.1.17

a radiosa dentadura

exibe a radiosa dentadura
duma brancura tal que a luz se ofusca
e tacteia e tropeça e sonda e busca
a cega cicatriz da mordedura
dentada sob o halo dum sorriso
mais brilhante que o sol, o sol a pino,
afiados que estão desde o canino
ao dente sem porquê dito do siso;
e os dentes ora limpos, branqueados
ocupam o lugar dos cariados
que foram removidos totalmente;
e assim a dentadura, sem esforço,
aplica-se a esburgar até ao osso
o tempo de que goza, finalmente.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário