24.1.17

errar

não te leves muito a sério:
errar é próprio do homem:
emenda o erro que tome,
como se dono do império,
tamanha desproporção
que, além de exorbitar,
se guie pela ambição,
como se estrela polar.
por tentativas e erros
se descobre o que se busca,
sempre que os erros são meros
desaires que não ofuscam
o caminho a seguir:
antes o podem abrir.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário