4.3.17

O mesmo

Por muito semelhante que pareça,
é sempre diferente o que se vê,
e mesmo que a diferença se esvaneça
ou finja ser aquilo que não é,
a sua parecença, se olhada
de perto, com rigor, com precisão,
mostrará, quando muito, a camada
primeira do objecto de visão.
E ainda que pareça ser igual,
o mesmo não será, mesmo que seja
idêntico ao que os olhos podem ver:
no decurso do tempo, é natural
que mude muito mais do que deseja
e possa transformar-se noutro ser.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário