10.3.17

Terceiro soneto familiar

Pudéssemos saber dos tetravôs
e das mães de seus pais, saber
da árvore que a partir da raiz
chega até nós, e abrange

a família que nos cabe,
olhando para os ramos,
as flores e os frutos,
para as folhas caídas

no Outono, para os corpos
viçosos ou enxutos,
para a seiva que nutre

o abandono: pudéssemos 
saber dos que nos são, e até
dos nascituros, porque não?

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário