14/04/2018

Pois eu gosto de favas

Pois eu gosto de favas, mas também
de mandar à fava quem me agasta
com risos e soslaios de desdém
ou condutas piores. Chega! Basta
quando a fava me sai no bolo-rei
ou julgo que serão favas contadas
os factos e os feitos que sonhei
e as contas, vendo bem, estão furadas.
E uma vez que não vejo a fava-rica,
peço favas guisadas com chouriça
(não há migas de favas na botica)
e ao bacalhau com favas digo, chiça!,
pois há favas e favas -- e favelas
como espinhas cravadas nas goelas.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário