09/01/2016

A MESA

O jornal dobrado
sôbre a mesa simples;
a toalha limpa, 
a louça branca

e fresca como o pão.

A laranja verde:
tua paisagem sempre,
teu ar livre, sol
de tuas praias; clara

e fresca como o pão.

A faca que aparou
teu lápis gasto;
teu primeiro livro
cuja capa é branca

e fresca como o pão.

E o verso nascido
de tua manhã viva,
de teu sonho extinto,
ainda leve, quente

e fresco como o pão.

João Cabral de Melo Neto

POESIA COMPLETA, 1940-1980, Prefácio de Óscar Lopes, Imprensa Nacional Casa da Moeda, Maio de 1986

Sem comentários:

Enviar um comentário