26/03/2013

[Há dias em que em ti talvez não pense]

                                  1


Há dias em que em ti talvez não pense
a morte mata um pouco a memória dos vivos
é todavia claro e fotográfico o teu rosto
caído não na terra mas no fogo
e se houver um dia em que não pense em ti
estarei contigo dentro do vazio

Gastão Cruz

FOGO, Assírio & Alvim, Porto, Março de 2013

Sem comentários:

Enviar um comentário