18/11/2011

As cadeiras

                                                   pousou uma mosca aqui

À aula de
quarta-feira assistiram 13 alunos e
27 cadeiras. Em resumo: a sala cheia.
Quando a
lição terminou os 13 alunos partiram e
acto contínuo contei 20 casais de cadeiras.
Às aulas que tenho dado nunca faltam
as cadeiras
ficam a ouvir-me caladas
(as costas muito direitas).
É bom ver que as cadeiras entendem
tudo à primeira
parecem bem mais maduras (mais
pés 
assentes na terra).

João Luís Barreto Guimarães

Poesia Reunida, Posfácio de José Ricardo Nunes, Quetzal Editores, Lisboa, Outubro de 2011

2 comentários:

  1. João Luís, mais um para a galeria da minha culpa.

    ADOREI! Parece um hino pedagógico - às avessas!

    Você nos ensina, DM, a trabalhar na "ganga bruta"!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  2. Henrique Pimenta,

    Com grande pena minha, não pude ir à apresentação da "Poesia Reunida", de João Luís Barreto Guimarães, por Vasco Graça Moura, que está a decorrer no Clube Literário do Porto. Como é um poeta que aprecio muito, resolvi publicar aqui este seu poema.

    ResponderEliminar