10/11/2011

SOU UMA CRIATURA

Como esta pedra
de São Miguel
assim fria
assim dura
assim enxuta
assim refractária
assim totalmente
desanimada

Como esta pedra
é o meu pranto
que se não vê

A morte
desconta-se
vivendo

Giuseppe Ungaretti

SENTIMENTO DO TEMPO, Publicações Dom Quixote, Lisboa, Fevereiro de 1971

2 comentários:

  1. Já estou aqui... para seguir viva em teus poemas.

    Beijos e sempre carinho

    Carmen Vidráguas.

    ResponderEliminar
  2. Cara Carmen Silvia Presotto,

    Obrigado pela visita e pelo acompanhamento. Neste meu mais recente blogue, penso publicar sobretudo poesia de outros autores (e também alguns dos meus "exercícios poéticos").

    ResponderEliminar