18/08/2016

OUTRA

Se fosses luz serias a mais bela
De quantas há no mundo:  -- a luz do dia!
-- Bendito seja o teu sorriso
Que desata a inspiração
Da minha fantasia!
Se fosses flor serias o perfume
Concentrado e divino que perturba
O sentir de quem nasce para amar!
-- Se desejo o teu corpo é porque tenho
Dentro de mim
A sede e a vibração de te beijar!
Se fosses água -- música da terra,
Serias água pura e sempre calma!
-- Mas de tudo que possas ser na vida,
Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto

Eugénio de Andrade, Antologia Pessoal da Poesia Portuguesa, Campo das Letras - Editores, S. A., Porto, Novembro de 1999

Sem comentários:

Enviar um comentário