20/05/2012

FALA DE CAMÕES MAIS UMA VEZ

Neste leito te tive
e me tiveste,
uma noite de verão
em que cantavam
os pássaros, a água,
as coisas todas,

mesmo que não houvera
disto nada
e tudo isto fosse só
de dentro

Mas pouco importa isso,
minha amada,
se o pensamento
engenha o que se passa

Neste leito te tive
e desejara
que essa noite de verão
aqui voltasse,
ou que nada de tanto
acontecera

Que os pássaros, a água,
as coisas todas
tivessem sido isso
igual a isto:

água real,
pássaros de verdade,
e nunca tu aqui,

nem eu,
um dia

Ana Luísa Amaral

A Génese do Amor, Campo das Letras - Editores, S.A., Porto, Abril de 2005

Sem comentários:

Enviar um comentário