27/08/2014

AS NOVAS CRIATURAS I

                                                                      a Herberto Helder


Ama, simplesmente ama, se o futuro te angustia,
talvez desejes a terra ao céu,
em breve serás somente semente e língua,
asas debruçadas em inventários.


                     *

Assim ressuscitaria a flor do corpo,
talvez, se não ressuscitasse criatura de artifícios,
como quem, sendo eco, mordesse a terra,
mas como a cobiçaria?

                     *

E cobiçando-a como me entregaria
ao avulso capricho dos novos felinos: lágrimas
como quem desvive a dor
em troca da nudez que Dante não ousou explicar?

João Rasteiro

PEQUENA RETROSPECTIVA DA ENCENAÇÃO, PEQUEÑA RETROSPECTIVA DE LA PUESTA EN ESCENA, Lastura, Enero, 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário